Central de vendas 31 3615-1000 31 3615-1000

Encontre seu apê ideal

CHAT
ONLINE

Eu quero
meu apê

26 ago 2020

O programa Minha Casa, Minha Vida, agora está de cara nova e passou a se chamar “Casa Verde e Amarela”. A nova roupagem também trará algumas mudanças estruturais e redução de juros para quem adquirir um imóvel dentro da categoria.

Confira a seguir as principais mudanças do programa habitacional.

 

Faixas e Grupos de renda

O antigo programa Minha Casa, Minha Vida possuía as rendas dividas por 4 faixas, e cada faixa contemplava uma renda máxima e mínima. Agora, o programa Casa Verde e Amarela terá a divisão em três grupos, como mostrado na tabela a seguir:

Grupos de renda do Casa Verde e Amarela

Grupos de renda do Casa Verde e Amarela

 

Taxas de juros do Programa Casa Verde e Amarela

Um dos principais objetivos do Governo Federal com o novo programa é a redução de juros em até 0,5% para famílias com renda de até R$ 4 mil. Estima-se que essas mudanças possibilitarão a inclusão de até 1 milhão de famílias no programa.

Além disso, haverão diferenças nas taxas de juros cobradas nas regiões Norte e Nordeste quando comparadas ao restante do país. Você poderá ver melhor na tabela a seguir:

Taxas de juros para cada grupo do programa Casa Verde e Amarela

Taxas de juros para cada grupo do programa Casa Verde e Amarela

 

Como será distribuído o subsídio nesse novo programa?

O programa Minha Casa, Minha Vida era conhecido, também, por oferecer bons subsídios para famílias com renda de até R$ 4 mil, sendo o valor ajustado de acordo com cada faixa. Agora, nesse novo modelo, o subsídio será destinado somente ao Grupo 1, que contempla as família com renda de até R$ 2 mil. Sendo assim, os demais grupos terão facilitadores e juros reduzidos na hora de fechar o seu financiamento.

Aqui nesta tabela é possível ver com mais detalhes as mudanças de cada grupo:

Tabela com detalhamento de cada grupo do programa Casa Verde e Amarela

Tabela com detalhes de cada grupo do programa Casa Verde e Amarela

 

E o FGTS?

Segundo as atualizações do Governo, o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) continuará sendo a principal fonte de recurso dos financiamentos habitacionais, como tem sido feito há anos. Então, se você tinha planos de utilizar o FGTS como entrada do seu apê, pode ficar despreocupado! Esse não será um ponto de mudança dentro do novo programa.

 

Conclusão

O novo programa habitacional Casa Verde e Amarela nada mais é do que uma atualização do programa Minha Casa, Minha Vida. Sendo assim, as principais mudanças, além do nome, são nas taxas de juros dos financiamentos e na organização do programa em diferentes grupos de renda utilizados anteriormente.

Além disso, teremos algumas mudanças também nos subsídios, que atingirão apenas famílias com rendas de até R$ 2 mil.

São mudanças que buscam gerar maior inclusão, respeitando as diferenças sociais que existem no Brasil e oferecendo condições adequadas a cada situação familiar.

Posts Relacionados