Central de vendas 31 3615-1000 31 3615-1000

Encontre seu apê ideal

CHAT
ONLINE

Eu quero
meu apê

11 nov 2015

A resposta como você já deve ter adivinhado é: sim! São diversas as formas pelas quais você pode comprovar renda, mesmo sendo um trabalhador autônomo ou tenha um trabalho informal, e finalmente comprar o imóvel que você tanto quer.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil conta com uma parcela de 44,2 milhões de trabalhadores informais, sobretudo nas populações jovem (de 16 a 24 anos) e idosa (mais de 60 anos). Os dados são de 2012, mas a crise econômica que afeta a todos nos dá a indicação de a situação não mudou muito. Então, como você, jovem e trabalhador informal, pode adquirir um financiamento através uma instituição financeira?

Documentos

O primeiro passo para comprovar renda é juntar todos os documentos que possam ajudar no processo. Mesmo sem um contracheque formal, o trabalhador pode pedir um extrato bancário que comprove a renda mensal proveniente do seu trabalho. Os extratos podem ser de conta corrente ou mesmo de conta salário, no mínimo, dos últimos três meses. Toda a movimentação bancária é uma forma de comprovar os seus rendimentos. Outro documento importante é a declaração de imposto de renda (IRPF), que ajudará no processo de comprovação de uma renda constante para assumir o compromisso da dívida de financiamento.

O Cadastro Positivo, oferecido pela Serasa Experian, é mais uma forma de fundamentar os seus ganhos para a compra de um imóvel. É através dele que se atesta que todas as suas contas estão em dia, incluindo crediários, financiamentos, telefones, entre outros. O Cadastro Positivo registra as informações dos compromissos e ajuda o acesso ao crédito, permitindo melhores condições nas instituições financeiras. O cadastro é grátis e feito através do site da Serasa Experian.

MEI

Uma forma ideal para se conseguir um bom crédito e comprovação de renda é a formalização do trabalho. Trabalhadores informais, principalmente os profissionais liberais que prestam serviços especializados, têm na MEI (Microempreendedor Individual) uma ferramenta simples e barata de se formalizar. A legalização como um pequeno empresário ainda dá as garantias de aposentadoria e auxílio-maternidade e doença. Além disso, o trabalhador pode emitir notas fiscais e ter maior facilidade nos pedidos de empréstimos. Todas as informações sobre a MEI estão no Portal do Empreendedor.

Nome limpo

Se por acaso você estiver com algum débito na praça, dificilmente conseguirá um empréstimo para a compra de um imóvel. Consulte o seu nome de forma segura em sites como o da Serasa Consumidor ou da Boa Vista Serviços e veja se há qualquer negativação que você tem de saldar antes de fazer o pedido de financiamento. Lembre-se, não há “fórmulas mágicas” para tirar o seu nome de cadastros como SPC e Serasa. Depois da consulta, negocie e pague suas dívidas diretamente com as empresas, e aí tudo fica muito mais fácil.

São essas as nossas dicas para você, trabalhador autônomo ou informal, comprovar renda e comprar imóvel sem dores de cabeça. Deixamos de citar algum ponto importante? Deixe seu comentário!

CTA_Compra-01

Posts Relacionados